domingo, 20 de agosto de 2017

Envelhescência

Nenhum texto alternativo automático disponível.

kkkkk!! Tô a caminho... e penso assim mesmo!
**
"Hoje em dia existem muitos eufemismos para mencionar que alguém está velho. Mas no fim, todos eles só querem mesmo é dizer o óbvio: "Você está velha, passou do ponto." 
Odeio essa coisa de Terceira Idade ou Melhor Idade. A quem eles estão tentando enganar? 
O que há de bom em se estar cheio de cabelos brancos e rugas, ter os ossos do corpo doloridos e amolecidos, ver os dentes enfraquecendo , não poder comer tudo o que se quer, não ser escutado pelos mais jovens, e quando somos, ver nossas ideias e gostos serem criticados? Acho que esta é a pior parte.
Não; a pior parte, é ser tratada como criancinha. 
Odeio quando chegam aquelas pessoas sorridentes, exageradamente complacentes, e se aproximam de mim, dizendo: "Mas olha só que gracinha que ela é!" 
Certo dia, eu mandei um deles para 'aquele lugar,' e ao invés de chocar-se, ela riu bem alto, exclamando: "Mas ela é sapequinha, hein?" Daí, minha única saída, foi atingi-la com minha sombrinha. Só então ela compreendeu.
E esta talvez seja a única vantagem de ser velho: quando fazemos coisas malucas, somos imediatamente perdoados.
Certa vez, uma vizinha convidou-me para um desses bailes da Terceira Idade, e após muita insistência, eu fui. 
Chegando lá, deparei com um salão enfeitado de bolas coloridas, como em aniversários de crianças, algumas mesas abarrotadas de idosos que ora abanavam-se com leques de papel, ora posavam para fotografias, ora paqueravam uns aos outros. 
A música foi o que mais me incomodou: chatérrima! Aqueles boleros de 1925, chorinhos, marchinhas do carnaval de 1930... pensei: "Esse pessoal nunca ouviu falar de Ivete Sangalo?!" 
Não era à toa que todos pareciam tão entediados. 
No sábado seguinte, levei meu CD da Ivete, e pedi ao DJ que o pusesse para tocar; imediatamente, todo mundo se levantou e começou a dançar. Ficou bem melhor! 
Mas depois de cinco minutos, a organizadora do baile achou melhor retirar a música dançante e frenética. 
Só porque um dos velhinhos teve um ataque cardíaco fulminante! Ora essa! Não vamos todos morrer? Melhor que morramos felizes! Depois daquilo, eu nunca mais apareci por lá.
Minha vizinha me contou que eu virei lenda."
**
'Confissões de uma idosa cínica - parte V' - 
em Histórias - ANA BAILUNE

terça-feira, 8 de agosto de 2017

Bruxa Alquimista

A Alquimia na cozinha
Eddie Van Feu

Imagem relacionada

(...)
Talvez você não goste muito de cozinhar, mas é bom que saiba um pouco sobre como a comida pode afetar você, não só fisicamente, mas também na sua linha da prosperidade, na sua forma de se relacionar e sentir, no seu humor e na sua inspiração. 
Pois é, a comida é muito mais do que combustível para seu corpo. Ela é um tipo de energia. E essa energia pode ser boa ou ruim, dependendo do dia, da hora, do seu estado de espírito.

A arte de cozinhar se tornou um fardo. É triste, mas boa parte das pessoas acha que a cozinha é algum tipo de masmorra onde mulheres ficam acorrentadas e são obrigadas a cozinhar como uma forma de tortura. É uma péssima forma de encarar uma arte tão bonita. 
Cozinhar é mais do que uma arte. É uma magia. E tem um nome: alquimia.

A alquimia é o ato de transformar uma coisa em outra. Nossa vida inteira é uma alquimia. 
Pegamos as coisas que acontecem conosco e as transformamos em algo. Pegamos nossos erros e transformamos em experiência. Pegamos nosso amor por algo e transformamos em um hobby. Pegamos nosso amor pelo trabalho e transformamos em carreira. Enfim, a alquimia está em tudo. Mas em nenhum lugar da sua casa ela está mais presente do que na cozinha.
(...)
Apesar de termos muitos livros, programas e até filmes que tratam da arte de cozinhar ou da importância dos alimentos, pouco ainda se fala sobre a energia essencial dos alimentos e o seu poder em mudar nossos padrões vibracionais. 
Sim, os alimentos podem mudar nossa forma de “vibrar”, e ao fazer isso, passamos a atrair ou repelir determinadas pessoas, fatos ou coisas que possuem suas próprias vibrações.

Observe a laranja. O que você sabe dela? Que ela é rica em Vitamina C. Sim, é verdade.  E o que mais? 
Bom, ela é redonda, amarela e parece... o SOL. 
Isso mesmo, você acaba de descobrir a energia planetária da laranja. Ela está ligada ao sol e pode despertar e atrair tudo relacionado a essa energia planetária, como o sucesso, a fama, a criatividade, a fortuna e a prosperidade. 
Então, isso quer dizer que ao tomarmos um simples suco de laranja, estamos atraindo essa energia?

Calma... Os alimentos que consumimos hoje são muito industrializados e o valor espiritual deles se perdeu com a era industrial. Considerando que nem eu, nem você, vamos plantar laranjas no quintal, o que podemos fazer? Nós despertamos essa energia nos alimentos que compramos na feira e no mercado.

Esse processo é simples. Basta consciência e um encantamento com a energia das suas mãos. Coloque suas mãos em concha sobre o alimento que deseja despertar e diga o que deseja que ele faça, como numa oração (não deixa de ser). Eis um exemplo:
Que a Divindade desperte neste alimento sua essência divina e sagrada de prosperidade, amor, saúde, etc...). Assim seja, assim se faça.”

Lembre-se apenas de que você precisa saber o que o alimento em si faz. 
Não adianta despertar uma cebola para amor e união se não é na natureza dela. É como pedir a um cão para miar. Então você terá que estudar os alimentos para saber o que cada um faz. 

Para lhe dar uma mãozinha, vamos dar uma lista resumida de alimentos ligados a determinadas energias. Assim, você já saberá por onde começar se quiser aumentar o amor ou a prosperidade da sua família.

Note também que despertar um alimento não é encantá-lo. Ao despertar sua energia, você está apenas trazendo à tona uma energia adormecida e esquecida, pois aquele alimento provavelmente foi produzido de maneira automática, nem sempre respeitando as melhores luas ou momentos astrológicos. Alguns mal são tocados por pessoas. Já encantar é outra história.

Quando você encanta um alimento, ele se torna sagrado. Há nele uma essência além da dele. 
(...)
O despertar é sempre feito antes do preparo, enquanto o encantamento é feito durante a feitura do prato. 
(...)
 Vamos começar por uma listinha básica e resumida de alimentos e as energias que eles despertam. E depois vamos a algumas receitas e seus rituais simples para encantar toda a sua família. 

Alguns alimentos que possuem a energia da prosperidade:

- Manjericão,Canela, Cravo, Salsa, Gengibre, Endro, Pimenta-da-Jamaica, Abóbora, Alface, Berinjela, Brotos de afalfa, Espinafre, Feijão, Feijão de vagem, Vagem, Repolho, Tomate, Abacaxi, 
Amora-preta, Banana
Imagem relacionada

Quando a gente precisa de mais energia, é bom preparar uma comida com elementos do Sol. 

Se desejar, você pode se concentrar na energia de qualquer aspecto do sol, como fama, brilho, sucesso, dinheiro, energia criativa, etc... 
O melhor dia de preparo é Domingo, mas você pode fazer qualquer dia, desde que seja um dia de sol (num dia sem sol, os efeitos serão menores).

*            *            *

O assunto é mesmo instigante... 
Gostei muito de alguns filmes com esse tema:

"A Festa de Babete"
a festa de babete

Este filme dinamarquês foi inspirado em um conto da escritora Karen Blixen.
Conta a história de Babette, que em 1871 chega a um vilarejo da Noruega fugida da França durante os conflitos da Comuna de Paris.
Na cidade luz, Babette era uma exímia cozinheira e, por isso, sabe preparar pratos como ninguém.
Um belo dia ela ganha na loteria e decide organizar uma festa para o aniversário do pastor da cidade.
Só que o vilarejo é super religioso e acha que é pecado se deixar levar pelos prazeres da gula. Mas, é obvio que o jantar é um daqueles irresistíveis e, sabe como é…
**

"Chocolate"
chocolate

A adaptação cinematográfica do livro “Chocolate”, de Joanne Harris, é uma delícia.
Estamos falando de um filme que tem chocolate em todas as cenas. E de um filme que tem Johnny Depp. Quer dizer, como ser ruim?

A história gira em torno de Vianne Rocher que, junto com a filha, se muda para uma pequenina e pacata cidade da França. Lá ela decide abrir uma loja de chocolates.
Fato que é considerado uma afronta pela população religiosa que não se deixa levar pelos pecaminosos prazeres da mesa.
Um filme para se assistir mil vezes. 
**
"Os Sabores do Palácio"

Este filme francês é excelente..
Baseado em fatos reais, conta a história de Hortense Laborie, chef de cozinha contratada para preparar os jantares do presidente da França.
Os bastidores políticos são revelados através da cozinha e de Hortense. 
Uma outra visão sobre um filme político.
**

Além desses: "Sem Reservas',  "Julie e Júlia",  "Toast' e muitos outros.

Bon Appetit!



terça-feira, 25 de julho de 2017

"Você já foi à Bahia? Não? Então vá..." (Dorival Caymmi)

Coisas que vi, mas preferiria não ter visto na Bahia
Gustl Rosenkranz

Vi olhares perdidos e olhos profundos, marcados pelo sofrimento, pelo cansaço e por noites mal dormidas, semblantes escuros curtidos pelo sol, rostos envelhecidos precocemente, bocas sem dentes, mãos enrugadas e pele seca.

Vi olhos famintos nas filas de supermercado, comprando pouco, desejando mais. Vi gente enchendo o carrinho de compras, sonhando ser rica por um instante, “comprando” de tudo que é caro e que se crê que seja bom, porém, sem dinheiro que permitisse tamanha aquisição, mas sonhando pelos corredores até chegar ao caixa, puxando da montanha de consumo somente um quilo de açúcar e uma margarina da marca mais barata, pagando cabisbaixo com dinheiro contado e retirando-se envergonhado pela humilhação, sóbrio com a realidade lá de fora e também lá de dentro de sua casa.

Vi pessoas penduradas em portas de ônibus, em dia de chuva, sendo transportadas de forma mais perigosa que gado, esses mais valiosos para os proprietários do que gente de periferia para a sociedade.

Vi uma obra de metrô enorme, cara, feia e inacabada, resultado de corrupção e falta de escrúpulo de governantes e empresas, que se enriquecem cada dia mais às custas de um povo sofrido.

Vi pés saindo de uma caixa de papelão, que desmontada e rasgada servia de cobertor e abrigo para dormir, ou para fingir que dorme para distrair a fome, cobrindo até o rosto, deixando livres somente aqueles pés negros e sujos, marcados por muitas andanças e com unhas podres, corroídas por algum fungo.

Vi rostos medrosos diante da violência, rostos voltados para o chão, enquanto bandidos fardados pregavam hipocritamente que eram bandidos aqueles cidadãos, pobres, negros e mulatos, que por serem muitos e não serem nada, não tinham reconhecido seu direito de ser gente.

Vi polícia batendo, gente apanhando, outros rindo e regozijando-se pela miséria de outros coitados, esquecendo-se que eram eles mesmos coitados também, rindo talvez por desconcerto, desconforto ou gratidão e medo, por saberem que a próxima talvez seria sua vez, de tomar tapas, de ser xingado ou mesmo levar bala, mesmo sem nada ter feito, talvez por somente serem pobres (e negros?).

Vi pessoas vivendo em casas sem reboco, por falta de dinheiro, mas gastando dinheiro para comprar cerveja, vinte reais que faltam para um saco de cimento, mas cinqüenta que bastam para uma grade de cerveja, contradições alcoólatras, coisas sem nexo, porém reais.

Vi celulares passeando pelas ruas, levando pessoas puxadas pelas orelhas, as dominando, as escravizando, tornando-as dependentes, apêndices de um aparelho vivo, claro, mas muitas vezes morto por falta de crédito.

Vi homens rebolando, bêbados, drogados, perdidos, muitas vezes armados, animais, gritando, azucrinando outros, música alta, pagode solto, palavrões e canções, texto “infantil”, insensato, sexista, imbecil.

Vi cães maltratados por pessoas egoístas, que os tratavam como gente, ou melhor que gente, com tudo em excesso, carinho, comida e até roupa, paparicos e beijinhos, os carregando no colo e se autojulgando justos protetores de animais, mas enxotando meninos que pediam comida. Vi outros cães maltratados pela pobreza e por pobres, que gostam de bichos, mas não os respeitam, já que eles mesmos nunca foram respeitados. Vi outros cães soltos nas ruas, calazar e sarnas, pulgas e carrapatos, vivendo de lixo e pedradas, sentindo na pele e no pêlo o que é viver no meio dos homens sem serem desejados.

Vi olhos jovens cheios de esperança e utopia, desejos e otimismo, mas se perdendo aos poucos no mundo insano e alcoolizado dos adultos. Outros olhos jovens avermelhados, vazios, devassados, acusando a droga no sangue e na mente. Jovens que vão à escola e pouco ou nada aprendem, ou que não vão à escola e aprendem da vida e da rua. Vi o futuro do país sendo desperdiçado, comido pelas drogas, violentação social daqueles que terão que consertar uma realidade sem conserto que herdarão de nós.

Vi crentes descrentes, gritando para Deus como se ele fosse surdo e demonizando tudo à sua volta, falando de amor por alto-falantes, mas sem amar, exigindo tolerância sem tolerar, chamando o candomblé de coisa do diabo, discriminando homossexuais abertamente, construindo templos assustadores, hipocrisia cristã baseada em evangelho torcido em nome do Pai.

Vi meninas moças sendo assediadas por homens adultos, pais, avôs, tios e vizinhos, turistas e até professores, abusando de forma extremamente animal daquilo que deveria ser o mais sagrado: da inocência infantil.

Vi gente “fina” tapando o sol com a peneira, vivendo na ilusão ilusória de quem se julga ser mais do que é, gente que se acha importante, seres superiores, que não assumem seu papel e sua obrigação naquele cenário tão injusto, simplificando o complexo e culpando o pobre pela pobreza que lhe é imposta.

Vi gente se enganando, entregue ao consumo, “curtindo” a vida, festejando todos os dias uma festa eterna, sem assumir sua responsabilidade adulta pela realidade à sua volta.

Vi miséria, injustiça, ignorância e indiferença, uma sociedade imatura que pouco faz e muito promete. Vi gente sofrida aplaudindo políticos ladrões como se fossem deuses. Vi gente se humilhando e chamando “rico” de “doutor”, doutorecos cheios de doutorices, mas que nada sabem e pouco têm a oferecer .

Vi tudo isso. Vi a Bahia. E fiquei triste.

*          *          *

quinta-feira, 6 de julho de 2017

Ontem, 5 de julho, quarta feira

Da netinha Manuela:
Vó hoje venho aqui com muita alegria e felicidade,para te desejar um feliz aniversário.Vó hoje em especial quero te dizer o quanto vc é importante para mim.Você e uma pessoa incrível,uma vó maravilhosa,companheira e muito mas.Você nunca se deixa abalar,sempre se mantendo firme e forte.Tenho muito orgulho de dizer que Sueli Madeira e Minha avó.Enfim vó hoje quero que vc curta muito,mas um ano de vida,um grande beijo da sua NETA preferida😘❤
*
Ô minha Manuela, florzinha (florzona haha!!) de maracujá... a vó te ama muito e pra sempre. Eu é que agradeço por ter você na minha vida. "Neta preferida" é ótimo, né? É a única! Os netos lindos nem podem ficar com ciúmes. Se deu bem, malandrinha... kkkkk!!!😘😍 TE AMOOO!!
**

Da filha Lívia:
A imagem pode conter: flor

Mãe, demorei pois estava procurando um texto à sua altura, que pudesse expressar a importância desse dia tão especial que é seu aniversário. Mas não achei nada que remetesse à nossa relação, ao sentimento e resolvi arriscar com minhas palavras...olha a responsabilidade! 
Começo por aí, falando da sua inteligência, da sua cultura adquirida com tanto estudo, dedicação e amor. Não foi através de viagens realizadas, mas de viagens "vividas" através de tanta leitura de livros e de vida! Como a admiramos por isso, que orgulho temos quando alguém nos pergunta se somos filhas da Professora!!! Sabemos como foi custosa essa caminhada, mas vencida! 
Sempre a tivemos como espelho. A mãe durona, batalhadora que nunca nos deixou em falta. Aprendemos a valorizar cada vitória, comemorar cada conquista e nos fortalecemos como família.
Sinto uma alegria imensa em vê-la completar mais um ano de vida com saúde e lucidez para aproveitar o melhor que a vida tem para te dar!
Mãe, existem várias formas de se expressar o amor e nenhuma delas é menor que a outra, por isso, deixo aqui essa simples mensagem para demonstrar o quanto você é importante pra mim e para nossa família.
Parabéns Mãe! Feliz aniversário🎂👏🏻👏🏻👏🏻🎈🎈🎈


*
Ô, filhota amada, nada que outro escrevesse - mesmo meus queridos escritores, autores consagrados ou não - tocaria mais fundo o meu coração. Sei que minha vida vale a pena e é completa por causa de vocês, minhas filhas! Agradeço e agradeço sempre o privilégio de contar com família tão linda e amorosa. Amo você e estar com vocês é o bem mais precioso. Seu lindo texto me emocionou muito, minha menina caçula. Deus te abençoe e proteja sempre . Muitos beijos da Mamãe.
**

Da filha Letícia:
Mãeeeeeee.... tá velhinha..... 😂😂😂. Quero te agradecer do fundo e do raso coração por toda doação que você teve a vida inteira por nós, suas filhas. Só nós sabemos todas as dificuldades que a Sra enfrentou pra nos tornarmos boas pessoas, capazes de viver nesse mundo louco com dignidade, ética, respeito, amor ao próximo, compaixão e humildade (rsrsrs bem modesta né?). Obrigada por cada momento, bom ou ruim, todos contribuíram pra que chegássemos até aqui. Queremos a Sra por perto nos orientando com sua sabedoria, quase que uma "vidente" dizendo o que deve acontecer, nos acalentando, encorajando quando as circunstâncias ficam desfavoráveis. A Sra é nosso pilar, nosso porto seguro. Que sua vida seja longa com muita saúde. Te amamos!!! Deus continue te ouvindo, respondendo e abençoando! Beijos no ❤️❤️❤️.
*
Ah, minha menina 'levada da breca' (pronto, entreguei minhas décadas!), você não imagina o orgulho, a alegria, a felicidade de ter filha assim como você. Sempre presente, sempre disponível para as necessidades e os afetos das pessoas. Você também é meu porto seguro, assim como suas irmãs. Agradeço e agradeço sempre a bênção de ser sua mãe. Você sabe, mães nem sempre acertam em tudo, mas nos entregamos a essa tarefa com todo o coração, pedindo que perdoem quando erramos. Acredite, sou o que pude ser para vocês. Amo você e sou muito grata . Obrigada, meu amor, por tudo que representa para mim. Beijos da Mamãe.
**

Da filha Liliane
É  presença física zelosa, constante,  sempre em disponibilidade para ajudar em qualquer situação com soluções práticas e eficientes. Brincalhona, senso de humor apuradíssimo, mas 'durona' também quando necessário. Mãe amorosa e atenta.  Elegantérrima, no visual - toda roupa lhe cai muito bem - e nas atitudes. Chic demais, carinhosa camuflada e muito charmosa.  É a que faz tir às gargalhadas a família inteira,encontrando sempre o lado comédia da vida.   Enfim, a menina é e-lé-tri-ca  Já vou avisando: NÃO SOU CORUJA!
**

Assim,  só tenho a agradecer e agradecer muito - o tempo todo.



quinta-feira, 29 de junho de 2017

Deus - Clarice Lispector


DEUS 
Clarice Lispector
   
Mesmo para os descrentes há a pergunta duvidosa: e depois da morte? 
Mesmo para os descrentes há o instante de desespero: que Deus me ajude.

Neste mesmo instante estou pedindo que Deus me ajude. Estou precisando. Precisando mais do que a força humana. E estou precisando da minha própria força. 
Sou forte mas também sou destrutiva. Autodestrutiva. E quem é autodestrutivo também destrói os outros. Estou ferindo muita gente. 
E Deus tem que vir a mim, já que eu não tenho ido a Ele. Venha, Deus, venha. Mesmo que eu não mereça, venha. Ou talvez os que menos merecem precisem mais.

Só uma coisa a favor de mim eu posso dizer: nunca feri de propósito. E também me dói quando percebo que feri. 
Mas tantos defeitos tenho. Sou inquieta, ciumenta, áspera, desesperançosa. Embora amor dentro de mim eu tenha. Só que não sei usar amor: às vezes parecem farpas.

Se tanto amor dentro de mim recebi e continuo inquieta e infeliz, é porque preciso que Deus venha. Venha antes que seja tarde demais.  

*          *          *

terça-feira, 13 de junho de 2017

Barbra Streisand - Send In The Clowns

Nas páginas do facebook, recebi de um precioso ex aluno a gravação dessa música na voz de Frank Sinatra - magnífico, como sempre.
Por vários motivos, me emocionei muito.
Trago a gravação que eu ouvia há alguns anos.  A também maravilhosa Barbra Streisand.

sábado, 10 de junho de 2017

SALMO 37 - Bíblia Sagrada



1 Não te indignes por causa dos malfeitores, nem tenhas inveja dos que praticam a iniqüidade.
2 Porque cedo serão ceifados como a erva, e murcharão como a verdura.
3 Confia no Senhor e faze o bem; habitarás na terra, e verdadeiramente serás alimentado.
4 Deleita-te também no Senhor, e te concederá os desejos do teu coração.
5 Entrega o teu caminho ao Senhor; confia Nele, e Ele o fará.
6 E Ele fará sobressair a Sua justiça como a luz, e o Seu juízo como o meio-dia.
7 Descansa no Senhor, e espera Nele; não te indignes por causa daquele que prospera em seu caminho, por causa do homem que executa astutos intentos.
8 Deixa a ira, e abandona o furor; não te indignes de forma alguma para fazer o mal.
9 Porque os malfeitores serão desarraigados; mas aqueles que esperam no Senhor herdarão a terra.
10 Pois ainda um pouco, e o ímpio não existirá; olharás para o seu lugar, e não aparecerá.
11 Mas os mansos herdarão a terra, e se deleitarão na abundância de paz.
12 O ímpio maquina contra o justo, e contra ele range os dentes.
13 O Senhor se rirá dele, pois vê que vem chegando o seu dia.
14 Os ímpios puxaram da espada e armaram o arco, para derrubarem o pobre e necessitado, e para matarem os de reta conduta.
15 Porém a sua espada lhes entrará no coração, e os seus arcos se quebrarão.
16 Vale mais o pouco que tem o justo, do que as riquezas de muitos ímpios.
17 Pois os braços dos ímpios se quebrarão, mas o Senhor sustém os justos.
18 O Senhor conhece os dias dos retos, e a sua herança permanecerá para sempre.
19 Não serão envergonhados nos dias maus, e nos dias de fome se fartarão.
20 Mas os ímpios perecerão, e os inimigos do Senhor serão como a gordura dos cordeiros; desaparecerão, e em fumaça se desfarão.
21 O ímpio toma emprestado, e não paga; mas o justo se compadece e dá.
22 Porque aqueles que Ele abençoa herdarão a terra, e aqueles que forem por Ele amaldiçoados serão desarraigados.
23 Os passos de um homem bom são confirmados pelo Senhor, e deleita-se no seu caminho.
24 Ainda que caia, não ficará prostrado, pois o Senhor o sustém com a sua mão.
25 Fui moço, e agora sou velho; mas nunca vi desamparado o justo, nem a sua semente a mendigar o pão.
26 Compadece-te sempre, e empresta, e a tua semente é abençoada.
27 Aparta-te do mal e faze o bem; e terás morada para sempre.
28 Porque o Senhor ama o juízo e não desampara os Seus santos; eles são preservados para sempre; mas a semente dos ímpios será desarraigada.
29 Os justos herdarão a terra e habitarão nela para sempre.
30 A boca do justo fala a sabedoria; a sua língua fala do juízo.
31 A lei do seu Deus está em seu coração; os seus passos não resvalarão.
32 O ímpio espreita ao justo, e procura matá-lo.
33 O Senhor não o deixará em suas mãos, nem o condenará quando for julgado.
34 Espera no Senhor, e guarda o Seu caminho, e Ele te exaltará para herdares a terra; tu O verás quando os ímpios forem desarraigados.
35 Vi o ímpio com grande poder espalhar-se como a árvore verde na terra natal.
36 Mas passou e já não aparece; procurei-o, mas não se pôde encontrar.
37 Nota o homem sincero, e considera o reto, porque o fim desse homem é a paz.
38 Quanto aos transgressores, serão um a um destruídos, e as relíquias dos ímpios serão destruídas.
39 Mas a salvação dos justos vem do Senhor; ele é a sua fortaleza no tempo da angústia.
40 E o Senhor os ajudará e os livrará; Ele os livrará dos ímpios e os salvará, porquanto confiam Nele.

(SALMO 37)

*            *           *

quinta-feira, 8 de junho de 2017

Dani Black - Maior (Oficial) feat. Milton Nascimento



Eu sou maior do que era antes
Estou melhor do que era ontem
Eu sou filho do mistério e do silêncio
Somente o tempo vai me revelar quem sou

As cores mudam 
As mudas crescem
Quando se desnudam
Quando não se esquecem
Daquelas dores que deixamos para trás
Sem saber que aquele choro valia ouro
Estamos existindo entre mistérios e silêncios
Evoluindo a cada lua a cada sol
Se era certo ou se errei
Se sou súdito se sou rei
Somente atento à voz do tempo saberei

*        *        *

segunda-feira, 5 de junho de 2017

O piano

Do jornall 'Folha de S.Paulo', em 24 de março de 1995:

"O Teatro Municipal de São Paulo abre as portas hoje para o concerto inaugural de seu novo piano Steinway & Sons, recém-adquirido pelos Patronos do Municipal.
Quem escolheu o piano na sede da Steinway em Nova York foi o músico brasileiro Arnaldo Cohen, um dos pianistas de maior projeção no cenário internacional."
*
"Instrumento tem personalidade
ARNALDO COHEN 
ESPECIAL PARA A FOLHA

A imagem pode conter: área interna

Piano é como gente. Tem personalidade própria. Como escolher um?
Foi como entrevistar dez pessoas, sendo que somente uma conseguiria o emprego. 
À primeira vista, a tarefa se mostrava quase impossível, pois eram todos idênticos, decagêmeos da mesma mãe Dolores. E univitelinos! 
Pra completar, o nome dos dez era o mesmo: Steinway...

Com todos em forma, como soldados, iniciei a entrevista:
— Você é submisso e tem temperamento forte? Dois responderam "não". Pedi que se retirassem.
— Você consegue imitar tanto o som do tímpano quanto o da voz humana? Três "claro que não!" me fizeram respirar aliviado. Peraí: e se todos dissessem "não"?
Ainda restavam cinco.
— Você é capaz de ser um co-piloto numa viagem emocional através de terrenos áridos, florestas indevassáveis e rios turbulentos? Sem titubear? A resposta foi unânime: "sim". Pensei. "Oba, parece que o nível por aqui é realmente alto."
— Você pode transformar um suspiro numa explosão? Numa fração de segundo? Candidamente, mais três confessaram suas limitações.
Sobraram apenas dois candidatos. Cada um numa extremidade da sala e sempre em posição de sentido. Pedi que se aproximassem um do outro.
— Você tem senso de humor? Você chora? "Sim", "sim".
— Você será o amigo fiel nos momentos de dúvida? Companheiro na solidão do palco? "Sim", "sim".
— Jura obediência? Tem resistência física? Apesar de piano, você pode ser feminino? Consegue ser pai, mãe, irmão, amante e filho? "Sim", "sim".

A segurança com que eles enfrentavam essa prova de fogo fazia crescer ainda mais minha ansiedade. E se o fantasma do "unidunitê" tomasse conta de mim? Tentei a última cartada:
— Qual é o seu nome? O primeiro respondeu rápido: "Steinway". O segundo, com voz de sargento e me olhando fixo nos olhos, bradou com firmeza: "529.795, SIR!"
— O lugar é seu.
Lá fora fazia frio."

*            *            *

sábado, 3 de junho de 2017

Amizade antiga


"Vista do entardecer em Angola, em 02.06.2017, lá são 4 horas de diferença daqui...
Janela de um jovem Oceanógrafo em trabalho de campo!"

"Um trecho do local dos estudos das correntes marítimas...
Estudos preliminares da Engenharia Oceanográfica - Angola - Luanda"

"Mais um pedacinho do litoral de Angola bem cedinho!
O oceanógrafo ainda não conseguiu ser turista por lá!"